Ação Social

Natal Solidário 2016

Mais um se passou, mais um ano de luta, de conquistas e de muita alegria para todos nós da Casa Espírita de Oxóssi.
Novamente tivemos a imensa oportunidade de ajudar a realizar mais um evento do Natal Solidário Criança Feliz, que nessa edição completou 10 anos de realizações.
Com a ajuda de várias pessoas conseguimos arrecadar brinquedos, roupas, e várias outras coisas que nos proporcionou um evento incrível com muito amor e alegria!

fotorcreated-1

Este ano conseguimos ajudar 140 crianças a realizarem o Sonho de Natal, recebendo do próprio Papai Noel uma sacola com brinquedos, roupas e calçados! Com a doação de refrigerantes e lanches motamos uma super hora do lanche, com direito a pipoca e algodão doce.

O melhor de um evento Sem Nenhum cunho religioso, é que juntamos as pessoas em prol de uma só Missão, a Missão do amor, da caridade e da humildade. O evento foi realizado em um salão de uma Paróquia, envolvendo voluntários Umbandistas, Católicos e Evangélicos. Mas além da religião de cada um, o evento envolveu pessoas. Pessoas com um coração tão grande e tão cheio de amor, que ultrapassa qualquer “barreira” religiosa. Que o mundo continue assim, evoluindo, e aproximando as pessoas com o mesmo propósito, Ajudar o próximo!

fotorcreated-2

Obrigado a todos os envolvidos!
Que Oxalá, Jesus Cristo, Maomé, Jeová, lhe abençoe cada vez mais!

Anúncios
Ervas que Curam

Manjericão

Planta medicinal também conhecida como Alfavaca, Basilicão e Erva-rea, utilizada para fins culinários e remédios caseiros para aftas, tosse e dor de garganta.
Indicação
É indicado no tratamento de tosse, catarro, feridas, problemas de estômago, falta de apetite, gases, aftas, dor de garganta, rouquidão, amigdalite, náusea, verruga, prisão de ventre, cólica, ansiedade, insônia, enxaqueca e picadas de insetos.
Propriedades
As propriedades do manjericão incluem sua ação antiespasmódica, digestiva, vermífuga, antibacteriana, adstringente, cicatrizante e anti-inflamatória.
Modo de uso
Utiliza-se suas folhas e caules, em forma de chá ou como tempero para saladas, carnes e massas.
Infusão de manjericão: adicionar 10 folhas de manjericão em 1 xícara de água fervente. Deixar repousar por 5 minutos, esperar amornar, coar e beber a seguir.
Efeitos colaterais
O uso do manjericão não é recomendado por pessoas alérgicas.
Contraindicações
O uso do manjericão é contraindicado durante a gravidez, lactação e em menores de 12 anos.
Manjericão
*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Ervas que Curam

Guiné

Nativa do Brasil, a Guiné também é conhecida como Eva de pipi, Tipi, Tipi Verdadeiro ou Amansa Senhor e considerada uma planta perigosa.
Embora perigosa, possui propriedades medicinais, que atuam na cura de dores de garganta e inflamações do corpo.
Indicações
Pode ser usada em diversos tratamentos anti-inflamatório e analgésico.
Alivia dores de dente, combate inflamações bucais e dores de garganta. Em locais que sofreram traumas, compressas de guiné funcionam muito bem.
No tratamento da dor de dente e dor de garganta, misture o chá com água e faça gargarejo de duas a três vezes diárias.
Para tratar reumatismo, inflamações na pele e dores musculares, o chá deve ser aplicado via compressa sobre as áreas desejadas, de duas a três vezes por dia.
Contra indicações
A ingestão desse chá não é indicada sob NENHUMA hipótese. 
Devido a alta toxicidade o consumo provoca alucinações, apatia e insônia.
Possui propriedades diuréticas causando intenso desgaste dos rins e consequente desidratação.
Para mulheres, a contraindicação é ainda mais ampla, pois além de abortiva, pode gerar problemas relacionados a fertilidade.
O uso externo não possui contra indicação.
Antes de utilizar essa planta, consulte um médico.
Guiné
*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Ervas que Curam

Hortelã

De forte aroma, essa erva é indicada tanto para tratamentos de saúde quanto estéticos.
Há várias maneiras de consumi-la: travesseiros com saches de hortelã, chás e sucos, temperos, drinks, sorvetes, entre tantas outras.
Para tratamento estético, pode ser usada em forma de tônico promovendo uma excelente melhora e limpeza da pele.
Indicada também no tratamento de cólicas menstruais e abdominais, calmante natural, expectorante, vermicida e problemas digestivos.
A forma mais comum de uso é em forma de chá, que possui excelente sabor e é bem aceito por paladares mais resistentes.
Recomenda-se o uso diário.
hortela-pimenta

*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.

Exu Mirim

Exu Mirim

Comemoração: 13 de Agosto

Diz Rubens Saraceni: “A função de Exu Mirim é a de fazer regredir todos os espíritos que atentam contra os princípios da vida e contra a paz e a harmonia entre os seres. A sua importância está em que, sem Exu Mirim nada pode ser feito na Criação, sem a sua concordância. Com Exu, dizia-se que “sem Exu, não se faz nada”. Já com Exu Mirim, “sem ele, nem fazer nada é possível”.

Os Exus Mirins são Seres Encantados de uma Dimensão à Esquerda da nossa. Eles não são humanos.

Na respectiva Dimensão, algum deles são seres infantis. Mas os que se manifestam nos Trabalhos Religiosos de Umbanda já trazem da sua Dimensão um nível de evolução diferenciado. Além disso, também são preparados para vir, até obterem a licença do Divino Criador e dos Sagrados Orixás que os amparam nesse trabalho junto à nossa humanidade.

Exu, Pombagira e Exu Mirim formam o triângulo de forças à Esquerda da Umbanda.

Exu Mirim e Pombagira Mirim NÃO são filhos de Exu e de Pombagira. São arquétipos adotados pela Umbanda para englobar numa só Linha de Trabalhos Espirituais todos os Seres Encantados das Dimensões da Vida à nossa Esquerda, pois estamos ligados mentalmente a eles por meio de cordões energéticos. Em decorrência desta ligação mental, ou nos mantemos em equilíbrio com eles, ou somos afetados de forma acentuada.

Exu Mirim é um dos Mistérios que a Umbanda buscou e incorporou, em sua fundamentação Divina. A Criação Divina é infinita em todos os sentidos, inclusive nas funções Divinas exercidas pelos seres. Deus não criou nada ou ninguém que não tivesse sua função na Criação. Nós, espíritos humanos, estamos ligados mentalmente a um Exu Mirim, à nossa esquerda, por um cordão energético invisível aos nossos olhos materiais, mas não à visão superior do espírito.

Certos desvios de personalidade tratados pelas ciências médicas, certas alterações de humor, certos comportamentos anti-sociais, certos fanatismos etc., têm a ver com desequilíbrios existentes com os seres na outra ponta das nossas ligações mentais, espirituais e conscienciais. O desequilíbrio com os Seres Encantados da Direita, englobados no arquétipo Erês (Crianças), gera uma série de transformações em nossa consciência e em nossos comportamentos. O desequilíbrio com os Seres Encantados da Esquerda, englobados no arquétipo Exu Mirim, gera uma alteração comportamental e consciencial de caráter, de humor e emocional tão intensa que a pessoa começa a regredir e fecha-se em si mesma.

Tendo Exu Mirim (à Esquerda) e os Erês (à Direita) em equilíbrio conosco, isto faz com que sejamos alegres, dispostos, de bom humor, falantes e sonhadores.

Ao contrário, estando em desequilíbrio com um deles ou com ambos, nos tornamos taciturnos, melancólicos, irritados, cabisbaixos, isolacionistas, sem iniciativas e sem criatividade; sentimo-nos velhos e sem ânimo para mais nada. Alguns negativismos afloram em nós: avareza, mesquinhez, egoísmo, irritabilidades à flor da pele, incapacidade de raciocinar coisas novas, intolerância com crianças etc.

Por um lado, tais ligações existem e não podem ser rompidas. Por outro, os Seres Encantados são portadores de poderes excepcionais que, doutrinados de forma correta, muito nos auxiliam. Então, a Umbanda optou por incorporá-los à Direita (os Erês) e à Esquerda (os Exus Mirins e as Pombagiras Mirins).

Exus Mirins não são espíritos de “meninos maus”, como pensam alguns; assim como as Pombagiras e os Exus não são espíritos de ex-prostitutas e ex-bandidos.

Há poucos escritos que nos ensinem sobre Exu Mirim ou que o fundamentem como Mistério Religioso. Isso deu margem a interpretações fantasiosas e até preconceituosas, levando muitos a acreditarem que os Exus Mirins seriam “espíritos de moleques de rua”, crianças mal-edu­cadas, encrenqueiras, “bocudas”, chulas etc. Esse desconhecimento acabou fazendo com que muitos dirigentes proibissem as manifestações de Exus Mirins.

Conforme esclarece Rubens Saraceni, quando a Umbanda iniciou-se no plano material, logo surgiu uma Linha Espiritual ocupada por espíritos infantis amáveis, bonzinhos, humil­des, respeitosos: a Linha das Crianças. Depois, começaram a se manifestar uns espíritos infantis briguentos, encren­quei­ros, mal-educados e intrometidos. Quando inquiridos, eles se apresentavam como “Exus” mirins, os “Exus infantis” da Umbanda, numa equivalência com um Erê da Esquerda existente no Candomblé. E Exu Mirim assumiu “o arquétipo de menino mau”, que lhe atribuíam. Ninguém questio­nava sobre tão controvertida Entidade, pois ele dizia que todo médium tem na sua Esquerda um Exu Mirim, além de um Exu e uma Pomba Gira.

A partir da crença inicial de que os Exus Mirins eram “meninos maus”, as incorporações dessas Entidades eram exageradas e fantasiosas, pois os médiuns acreditavam que tinha de ser assim. Os Dirigentes não tinham conhecimento sobre tais Entidades e nem meios de esclarecer e controlar seus médiuns, passando a proibir tais manifestações.  Na verdade, os Exus Mirins nada mais faziam do que extravasar os desvios íntimos daqueles médiuns, quando incorporavam.

Médiuns doutrinados e equilibrados incorporam Exus Mirins que realizam trabalhos de grande ajuda às pessoas. Quem precisa ser doutrinado é sempre o médium, e nunca as Entidades de Lei, que já vêm mais que preparadas para atuar entre nós…

Linha dos Exus Mirim

Pomba Gira

Pomba Gira

O mistério Pomba Gira é regido por uma divindade cósmica feminina que tanto gera quanto irradia o desejo, atuando como elemento mágico e agente cármico, nos limites estabelecidos pela Lei Maior, à disposição dos Orixás. Como elemento religioso, ela atua como esgotadora de carmas individuais e como ativadora ou estimuladora das pessoas. Enquanto Linha de Esquerda na Umbanda, incorpora em suas médiuns aconselhando, orientando, defendendo, ajudando a superar as dificuldades materiais ou espirituais, familiares, profissionais etc., mas, sempre a partir de sua visão cósmica das situações, de seu senso e de seu entendimento pessoal de como deve proceder para atender a quem a solicitou. Elas tomam a defesa de seus médiuns quando algo ou alguém os está prejudicando.

Ela é portadora de um poderoso mistério, ligado à sexualidade feminina. Mas, se Pomba Gira transpira desejo por todos os seus sentidos, não vibra o fator vitalidade, vigor, e os desejos não se concretizam. Por não vibrar esse fator,  polariza com Exu, que emana o fator vitalidade, o qual, se juntando com o fator desejo, cria as condições para que as coisas aconteçam. Exu e Pomba Gira são indispensáveis um para o outro. As Pomba Giras atuam como agentes esgotadores de negativismos ou criadores de vontades que atuam no emocional humano, induzindo o ser a mover-se em busca do “alto”. São regidas pelo mistério “Trono Neutro”, que não é bom nem mau, e responde segundo é invocado. Através do seu fator vontade, elas tanto estimulam como desestimulam  os mistérios dos orixás: amor, conhecimento, religiosidade, geração, equilíbrio, ordem e evolução.

Linha das Pomba Giras

Exus

Exus

Comemoração: 13 de Agosto

Os Exus, enquanto Linha de Esquerda na Umbanda, incorporam em seus médiuns e dão consultas gratuitas, aconselhando, orientando, defendendo, ajudando a superar suas dificuldades materiais ou espirituais, familiares, profissionais etc., mas, sempre a partir de sua visão cósmica das situações, de seu senso e de seu entendimento pessoal de como deve proceder para atender a quem o solicitou. Os Exus que incorporam estão aprendendo a usar os instrumentos colocados à sua disposição e vão se aperfeiçoando e acelerando sua evolução. Eles tomam a defesa de seus médiuns quando algo ou alguém os está prejudicando.

No  aspecto  geral,  Exu  rege  sobre  a  vitalidade  dos seres. Ele é portador de um poderoso mistério, ligado à sexualidade masculina.  Mas, se Exu transpira vigor por todos os seus sentidos, não vibra o fator estímulo, iniciativa, expressando apenas os desejos alheios, seja de seus médiuns, seja dos que o evocam ou oferendam. Por não vibrar esse fator, não toma iniciativas próprias e polariza com pomba-gira, que emana o fator desejo, o qual, se juntando com o fator vitalidade, estimula os seres a tomar suas próprias iniciativas. Exu e Pombo-gira são indispensáveis um para o outro.

Exu é o mais humano dos mistérios de Umbanda, porque reflete em si a natureza emotiva do seu médium, no qual ele se manifesta e incorpora.

Embora aparentemente seja punidor, na verdade ele atua como agente esgotador de negativismos ou criador de estímulos que ativam o emocional humano, induzindo o ser a mover-se em busca do “alto”. É regido pelo mistério “Trono Neutro”, que não é bom nem mau, e responde segundo é invocado. Através do seu fator vitalizador, ele tanto vitaliza como desvitaliza os mistérios dos orixás: amor, conhecimento, religiosidade, geração, equilíbrio, ordem e evolução.

Linha dos Exus