Ervas que Curam

Benjoim

Relaxante e Sedativo: Se por um lado possui ação estimulante e anti-depressiva, por outro lado, é relaxante e sedativo. Alivia a ansiedade, a tensão, o nervosismo e o stress. Funciona como regulador do sistema nervoso. É por isso que, em casos de depressão, dá uma sensação de bom humor e em casos de ansiedade e stress, causa relaxamento.
Anti-séptico e Desinfetante: Possui propriedades germicidas, bactericidas, fungicidas e anti-virais muito eficazes. A medida em que o seu fumo se espalha na queima, a área fica desinfetada. Quando aplicado externamente em feridas, impede a putrefação dos tecidos lesionados.
Diurético: Tem propriedades diuréticas, auxiliando a remoção de substâncias tóxicas do organismo através da urina. A micção também ajuda na redução da pressão arterial, remove o inchaço causado por retenção de líquidos e a melhora a digestão.
Carminativo e Anti-flatulento: O óleo de Benjoim tem propriedades carminativas e anti-flatulentes. Ele ajuda na remoção de gases do estômago e dos intestinos e alivia a inflação dos intestinos. Isto é devido aos seus efeitos relaxantes. Também relaxa a tensão muscular na região abdominal e ajuda a passar os gases para fora. Isso, ajuda na digestão e melhora o apetite.
Desodorizante: Por ser rico em aroma, é amplamente utilizado como desodorizante para a casa e para o corpo. Misturado com a água do banho e nos óleos de massagem e aplicado sobre o corpo, remove os maus odores e os germes causadores. Reza a lenda que no passado as mulheres, em algumas partes do mundo utilizavam-no para defumar os seus cabelos tornando-os perfumados.
Adstringente: Tem propriedades adstringentes que tonificam os músculos e a pele. Pode ser misturado com água e usado como um anti-séptico bucal. Auxilia também na redução de rugas na pele.
Expectorante: Possui ação expectorante, auxiliando no tratamento da tosse através da atuação benéfica no sistema respiratório. Alivia a congestão nasal. As suas propriedades tranquilizantes ajudam a relaxar e a induzir o sono em pacientes que não conseguem dormir devido a tosse e resfriado. Devido a esta propriedade, ele também é usado em bálsamos, cremes e vaporizadores.
Anti-inflamatório: Sua ação anti-inflamatória auxilia no tratamento de inflamações em casos de varíola, sarampo e erupções cutâneas. Atua no alívio de inflamações do sistema digestivo causada pela ingestão de comida picante em excesso.
Anti-reumático e Anti-artrítico: Quando utilizado na forma de óleo, estas são duas das propriedades mais utilizadas. Aplicado externamente, revela-se bom em casos de reumatismo e artrite , devido à rápida absorção do componente benzílico através dos poros da pele. Por isso é utilizado na elaboração de diversos bálsamos anti-artríticos.
Outros Benefícios: Previne e cura rachaduras da pele, feridas e estimula a secreção de enzimas e hormônios como a insulina a partir das glândulas endócrinas, diminuindo assim o nível de açúcar no sangue e atua na regulação de outras funções metabólicas.
Contra indicações: O benzeno e os seus derivados, apesar de serem altamente aromáticos, são tóxicos por natureza. Assim, a ingestão ou inalação em quantidade excessiva pode causar náuseas, vômitos, dores de cabeça e falta de oxigênio no sangue. Logo, o uso exagerado deve ser evitado.
Benjoim
*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Anúncios
Ervas que Curam

Eucalipto

Planta medicinal utilizada no combate de doenças respiratórias.

Indicações

Indicado para o tratamento de gripe, resfriado, rinite, sinusite, adenite, amigdalite, asma, bronquite, nariz escorrendo, pneumonia, tuberculose, febre, vermes intestinais, acne, mau hálito e dor muscular.

Propriedades

Possui ação antisséptica, desinfetante, expectorante, tônica, anti-inflamatória, antimicrobiana, aromática, descongestionante, expectorante e vermifuga.

Modo de uso

Suas folhas podem ser usadas de várias maneiras, conforme abaixo:

Chá: Adicionar 1 colher de folhas picadas de eucalipto em uma xícara e cobrir com água fervente. Depois de morno, coar e tomar.

Inalação: Colocar 5 gotas de óleo essencial de eucalipto em uma tigela com 1 litro de água fervente e inalar o vapor por alguns minutos. Para aproveitar ao máximo, coloque uma toalha de banho sobre a cabeça como se fosse fazer uma tenda para cobrir a tigela, assim o vapor ficará aprisionado e o indivíduo inspirará uma maior quantidade do vapor que alivia os sintomas.

Uso tópico: Realizar uma massagem nos locais desejados utilizado 2 gotas de óleo essencial de eucalipto para 100 ml de óleo mineral.

Efeitos colaterais

Os principais efeitos colaterais do eucalipto se prendem com o seu uso excessivo e incluem dermatite, dificuldade para respirar e taquicardia.

Contraindicações

O eucalipto está contraindicado em caso de alergia ao eucalipto ou durante a gravidez.

Eucalipto

*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Ervas que Curam

Boldo

Planta medicinal utilizada principalmente no tratamento de problemas digestivos.

Entre os principais benefícios do boldo, estão a melhora o funcionamento do fígado, digestão, azia, diminuição dos efeitos das bebidas alcoólicas, gastrite, problemas na vesícula biliar. Além disso, atua como antioxidante, antifúngico, antibacteriano e possui efeito calmante;

Consumo

O bolso é consumido basicamente na forma de chá. Para isso, adicione as folhas em recipiente com água fervente e deixar descansar por alguns minutos. Consumir várias vezes ao dia.

Contraindicações

Não recomendado para gestantes nos primeiros meses de gravidez.

Boldo

*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.

Ervas que Curam

Carqueja

A carqueja tem se mostrado muito eficiente no tratamento de problemas circulatórios, digestivos e no emagrecimento. Auxilia ainda no controle de diabetes, desintoxicação do fígado, doenças digestivas e no combate as inflamações.

Rica em compostos fenólicos, saponinas, flavonas e flavonoides. Contudo, ele é contraindicado durante a gravidez e amamentação e não deve ser utilizado em grandes doses, pois pode ser prejudicial à saúde.

Por ajudar na redução do apetite, o chá de carqueja ( sem açúcar ) pode ser utilizado nos processos de emagrecimento em conjunto com dieta alimentar recomendada por nutricionista.

Consumo

A carqueja deve ser consumida como chá, não excedendo 03 doses diárias.

Carqueja

*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Ervas que Curam

Camomila

Também conhecida como Macela, é muito conhecida e utilizada em tratamentos fitoterápicos. O alto consumo se dá principalmente por possuir poucas contra-indicações.

Benefícios: Entre os principais benefícios, destacam-se a ação anti-inflamatória, cicatrizante, diurética, ansiolítica, bactericida e cosmética. Permite tanto o uso interno quanto externo.

Pode ser utilizada na redução de inchaços, olheiras e artrite. Por possuir ação diurética pode ser utilizada em dietas. Outra característica marcante é a ação calmante, atuando como um ansiolítico natural. Por possuir propriedades bactericidas pode ser usada em cicatrizações.Pode ser utilizada em gargarejos, evitando assim problemas de gengiva e garganta.

A camomila é muito utilizada no mundo da cosmética natural devido às suas grandes propriedades sobre a pele. Pode ser utilizada como tonificante e em limpezas de pele.

Consumo: A forma mais comum de consumi-la é através de chás.

Contra-indicações: Não é indicada a pessoas alérgicas e a gestantes durante os primeiros meses de gravidez, pois em casos extremos pode despertar processos abortivos.

Camomila

*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Ervas que Curam

Erva Doce

Planta medicinal também conhecida como Anis ou Funcho cujo o nome científico é Pimpinella anisum.

Indicações

Pode ser utilizada no tratamento de dores de barriga, indigestão, inchaço, acidez estomacal, asma, bronquite, espasmos, cólicas, dor de cabeça, inflamações, tosse, gases, má digestão, palpitações, gripe, resfriado, catarro e coriza.

Propriedades

Possui ação expectorante, tônica, cicatrizante, calmante, diurética e sudorífica.

Modo de uso

A parte utilizada da erva-doce é o seu fruto seco, consumido na forma de chá.

Contraindicações

Contraindicada a gestantes e portadores de úlcera duodenal, refluxo ou diverticulite.

Erva Doce

*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Ervas que Curam

Alfazema

De origem mediterrânea, essa erva está sempre associada à limpeza. Antigamente, os romanos a utilizava em seus banhos. Também conhecida como lavanda, seu óleo essencial possui muitas aplicações terapêuticas.

Quando inalada alivia a exaustão, insônia, irritabilidade e depressão. Foi muito utilizada por mulheres em travesseiros, cujo odor as auxiliava na recuperação dos desmaios provocados pelo uso de corpetes apertados.

Duas plantas aparentadas chamadas spica e (L. latifolia) e lavandin (L. intermedia) são produzidas em maior quantidade, mas seu aroma é mais áspero, com mais presença de cânfora, e suas qualidades curativas são inferiores, embora elas ainda sejam úteis como desinfetantes. Menos dispendiosas na produção, elas em geral são vendidas como lavanda.

Propriedades terapêuticas da alfazema: anti-séptica, estimulante da circulação, alivia espasmos musculares e cãibra.

O uso da alfazema é considerado seguro e amplamente utilizado em óleos terapêuticos. Auxilia no tratamento de dores musculares, dores de cabeça e inflamações. Seu óleo é um poderoso anti-séptico e auxilia no tratamento de diversas infecções pulmonares, respiratórias, vaginais e especialmente candidíases.

A alfazema é adequada para todos os tipos de pele e supostamente age como regeneradora de células. É usada em cicatrizações e no tratamento de estrias diversas.

Pode ser utilizada em queimaduras, feridas, lesões de pele e infecções cutâneas. A lavanda também é usada para indigestão e cólicas, e estimula a imunidade. Pesquisadores da aromaterapia afirmam a efetividade no relaxamento das ondas cerebrais e redução do estresse.

*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.