Ervas que Curam

Benjoim

Relaxante e Sedativo: Se por um lado possui ação estimulante e anti-depressiva, por outro lado, é relaxante e sedativo. Alivia a ansiedade, a tensão, o nervosismo e o stress. Funciona como regulador do sistema nervoso. É por isso que, em casos de depressão, dá uma sensação de bom humor e em casos de ansiedade e stress, causa relaxamento.
Anti-séptico e Desinfetante: Possui propriedades germicidas, bactericidas, fungicidas e anti-virais muito eficazes. A medida em que o seu fumo se espalha na queima, a área fica desinfetada. Quando aplicado externamente em feridas, impede a putrefação dos tecidos lesionados.
Diurético: Tem propriedades diuréticas, auxiliando a remoção de substâncias tóxicas do organismo através da urina. A micção também ajuda na redução da pressão arterial, remove o inchaço causado por retenção de líquidos e a melhora a digestão.
Carminativo e Anti-flatulento: O óleo de Benjoim tem propriedades carminativas e anti-flatulentes. Ele ajuda na remoção de gases do estômago e dos intestinos e alivia a inflação dos intestinos. Isto é devido aos seus efeitos relaxantes. Também relaxa a tensão muscular na região abdominal e ajuda a passar os gases para fora. Isso, ajuda na digestão e melhora o apetite.
Desodorizante: Por ser rico em aroma, é amplamente utilizado como desodorizante para a casa e para o corpo. Misturado com a água do banho e nos óleos de massagem e aplicado sobre o corpo, remove os maus odores e os germes causadores. Reza a lenda que no passado as mulheres, em algumas partes do mundo utilizavam-no para defumar os seus cabelos tornando-os perfumados.
Adstringente: Tem propriedades adstringentes que tonificam os músculos e a pele. Pode ser misturado com água e usado como um anti-séptico bucal. Auxilia também na redução de rugas na pele.
Expectorante: Possui ação expectorante, auxiliando no tratamento da tosse através da atuação benéfica no sistema respiratório. Alivia a congestão nasal. As suas propriedades tranquilizantes ajudam a relaxar e a induzir o sono em pacientes que não conseguem dormir devido a tosse e resfriado. Devido a esta propriedade, ele também é usado em bálsamos, cremes e vaporizadores.
Anti-inflamatório: Sua ação anti-inflamatória auxilia no tratamento de inflamações em casos de varíola, sarampo e erupções cutâneas. Atua no alívio de inflamações do sistema digestivo causada pela ingestão de comida picante em excesso.
Anti-reumático e Anti-artrítico: Quando utilizado na forma de óleo, estas são duas das propriedades mais utilizadas. Aplicado externamente, revela-se bom em casos de reumatismo e artrite , devido à rápida absorção do componente benzílico através dos poros da pele. Por isso é utilizado na elaboração de diversos bálsamos anti-artríticos.
Outros Benefícios: Previne e cura rachaduras da pele, feridas e estimula a secreção de enzimas e hormônios como a insulina a partir das glândulas endócrinas, diminuindo assim o nível de açúcar no sangue e atua na regulação de outras funções metabólicas.
Contra indicações: O benzeno e os seus derivados, apesar de serem altamente aromáticos, são tóxicos por natureza. Assim, a ingestão ou inalação em quantidade excessiva pode causar náuseas, vômitos, dores de cabeça e falta de oxigênio no sangue. Logo, o uso exagerado deve ser evitado.
Benjoim
*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Anúncios
Ervas que Curam

Arruda

Da família das Rutáceas, é também conhecida como arruda-fedida, arruda-doméstica, arruda-dos-jardins, ruta-de-cheiro-forte.
Cultivado nos jardins em todo o mundo, devido às suas folhas, fortemente aromáticas.
Apresenta haste lenhosa, ramificada desde a base. As folhas são alternas, pecioladas, carnudas, glaucas, compostas, de até 15 cm de comprimento. As flores são pequenas e amareladas.
A medicina popular indica-a nos casos de supressão da menstruação, por seu efeito fortemente emenagogo. Também possui efeitos abortivos.
Suas folhas são utilizadas como chá com fins calmantes. Na forma de infusão (20 gramas para um litro de água), ou empregando-se as folhas secas em pó, combate os piolhos.
Pode ser usada para fortalecer vasos sanguíneos, sendo ótima no tratamento de varizes. Como inseticida combate piolhos, pulgas e sarna. Ajuda no tratamento de dores reumáticas, dor de cabeça e úlceras.
Uma crença popular de raiz africana, dita que os homens usem um pequeno galho de folhas por cima de uma orelha, ou que um galho das mesmas seja mantida no ambiente, para espantar maus espíritos. Na antiga Grécia, era usada para afastar doenças contagiosas. Os escravos africanos usavam-na contra mau-olhado. Há ainda informações sobre seu uso pela igreja,  para espargir água-benta nos fiéis no início da era cristã.
Na antiga Roma a arruda (ou alguma das espécies do gênero Ruta) era usada como tempero para carnes.
Propriedades da arruda
As propriedades da arruda incluem sua ação analgésica, antiasmática, antiepilética, anti-inflamatória, antirreumática, calmante, febrífuga, vermifuga e fortificante.
Efeitos colaterais da arruda
Os efeitos colaterais da arruda incluem tremores, gastroenterites, convulsões, vômito, dor abdominal, salivação e fotossensibilidade.
Contraindicações da arruda
Por possuir ação abortiva, a arruda é contraindicada a gestantes.
Durante a gravidez, a arruda tem efeito especial sobre o útero: ela congestiona este órgão, estimula dores musculares, provoca-lhes a contração, ocasiona uma hemorragia grave, às vezes o aborto e a morte.
Arruda
*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Ervas que Curam

Alecrim

O alecrim (Rosmarinus officinalis) é um arbusto comum na região do Mediterrâneo e melhor se adapta em solos de origem calcária.
O nome alecrim é por vezes usado para referir outras espécies, nomeadamente o Lavandula stoechas, que possui exatamente o étimo rosmarinus. No entanto estas espécies de plantas, alecrim e rosmaninho, pertencem a dois gêneros distintos.
A medicina popular prega que o alecrim é um excelente estimulante às pessoas atacadas de debilidade, e combate febres intermitentes e a febre tifóide. Tosse constante desaparecerá com infusões de alecrim.
Também recomendado no tratamento de problemas digestivos. É ainda relaxante muscular, ativador da memória e fortalece os músculos do coração. Apresenta propriedades desinfetantes e aromáticas. Há quem propague a ideia de que ramos de alecrim deveriam ser dependurados em oficinas e áreas onde crianças fazem tarefas escolares para um melhor desempenho da memória.
O alecrim também é útil para tratar problemas de cabelo (inclusive a queda). Alem do seu alto teor em antioxidantes, esta planta ajuda a aumentar a circulação sanguínea, quando aplicada nas áreas capilares.
Uma infusão de alecrim faz-se com quatro gramas de folhas por uma chávena de água a ferver. Toma-se depois das refeições. Possui grande quantidade de hesperidina, um bioflavanóide com efeitos antinociceptivos comprovados contra gota.
Alecrim
*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Ervas que Curam

Manjericão

Planta medicinal também conhecida como Alfavaca, Basilicão e Erva-rea, utilizada para fins culinários e remédios caseiros para aftas, tosse e dor de garganta.
Indicação
É indicado no tratamento de tosse, catarro, feridas, problemas de estômago, falta de apetite, gases, aftas, dor de garganta, rouquidão, amigdalite, náusea, verruga, prisão de ventre, cólica, ansiedade, insônia, enxaqueca e picadas de insetos.
Propriedades
As propriedades do manjericão incluem sua ação antiespasmódica, digestiva, vermífuga, antibacteriana, adstringente, cicatrizante e anti-inflamatória.
Modo de uso
Utiliza-se suas folhas e caules, em forma de chá ou como tempero para saladas, carnes e massas.
Infusão de manjericão: adicionar 10 folhas de manjericão em 1 xícara de água fervente. Deixar repousar por 5 minutos, esperar amornar, coar e beber a seguir.
Efeitos colaterais
O uso do manjericão não é recomendado por pessoas alérgicas.
Contraindicações
O uso do manjericão é contraindicado durante a gravidez, lactação e em menores de 12 anos.
Manjericão
*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Ervas que Curam

Guiné

Nativa do Brasil, a Guiné também é conhecida como Eva de pipi, Tipi, Tipi Verdadeiro ou Amansa Senhor e considerada uma planta perigosa.
Embora perigosa, possui propriedades medicinais, que atuam na cura de dores de garganta e inflamações do corpo.
Indicações
Pode ser usada em diversos tratamentos anti-inflamatório e analgésico.
Alivia dores de dente, combate inflamações bucais e dores de garganta. Em locais que sofreram traumas, compressas de guiné funcionam muito bem.
No tratamento da dor de dente e dor de garganta, misture o chá com água e faça gargarejo de duas a três vezes diárias.
Para tratar reumatismo, inflamações na pele e dores musculares, o chá deve ser aplicado via compressa sobre as áreas desejadas, de duas a três vezes por dia.
Contra indicações
A ingestão desse chá não é indicada sob NENHUMA hipótese. 
Devido a alta toxicidade o consumo provoca alucinações, apatia e insônia.
Possui propriedades diuréticas causando intenso desgaste dos rins e consequente desidratação.
Para mulheres, a contraindicação é ainda mais ampla, pois além de abortiva, pode gerar problemas relacionados a fertilidade.
O uso externo não possui contra indicação.
Antes de utilizar essa planta, consulte um médico.
Guiné
*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.
Ervas que Curam

Hortelã

De forte aroma, essa erva é indicada tanto para tratamentos de saúde quanto estéticos.
Há várias maneiras de consumi-la: travesseiros com saches de hortelã, chás e sucos, temperos, drinks, sorvetes, entre tantas outras.
Para tratamento estético, pode ser usada em forma de tônico promovendo uma excelente melhora e limpeza da pele.
Indicada também no tratamento de cólicas menstruais e abdominais, calmante natural, expectorante, vermicida e problemas digestivos.
A forma mais comum de uso é em forma de chá, que possui excelente sabor e é bem aceito por paladares mais resistentes.
Recomenda-se o uso diário.
hortela-pimenta

*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.

Ervas que Curam

Eucalipto

Planta medicinal utilizada no combate de doenças respiratórias.

Indicações

Indicado para o tratamento de gripe, resfriado, rinite, sinusite, adenite, amigdalite, asma, bronquite, nariz escorrendo, pneumonia, tuberculose, febre, vermes intestinais, acne, mau hálito e dor muscular.

Propriedades

Possui ação antisséptica, desinfetante, expectorante, tônica, anti-inflamatória, antimicrobiana, aromática, descongestionante, expectorante e vermifuga.

Modo de uso

Suas folhas podem ser usadas de várias maneiras, conforme abaixo:

Chá: Adicionar 1 colher de folhas picadas de eucalipto em uma xícara e cobrir com água fervente. Depois de morno, coar e tomar.

Inalação: Colocar 5 gotas de óleo essencial de eucalipto em uma tigela com 1 litro de água fervente e inalar o vapor por alguns minutos. Para aproveitar ao máximo, coloque uma toalha de banho sobre a cabeça como se fosse fazer uma tenda para cobrir a tigela, assim o vapor ficará aprisionado e o indivíduo inspirará uma maior quantidade do vapor que alivia os sintomas.

Uso tópico: Realizar uma massagem nos locais desejados utilizado 2 gotas de óleo essencial de eucalipto para 100 ml de óleo mineral.

Efeitos colaterais

Os principais efeitos colaterais do eucalipto se prendem com o seu uso excessivo e incluem dermatite, dificuldade para respirar e taquicardia.

Contraindicações

O eucalipto está contraindicado em caso de alergia ao eucalipto ou durante a gravidez.

Eucalipto

*IMPORTANTE: As informações aqui apresentadas tem objetivo de divulgar esta cultura popular, não dispensa, em hipótese alguma, orientações médicas.