Pontos de Baianos

Anel de Ouro

Meu senhor não maltrate esse nego
Esse nego caro me custou
Ele usa camisa listrada calça de veludo e anel de doutor
Esse nego é doutor
Ele diz que é senhor
Mas ele é seu doutor
Mas ele é seu senhor

Baiana da saia rendada

Oh Bahia, Bahia de nosso Senhor do Bonfim
Oh Bahia, pede a Oxalá por mim
Baiana da saia rendada
Tabuleiro de acarajé
Baiana esta no terreiro, sambando no candomblé
Oh Bahia, Bahia de nosso Senhor do Bonfim
Oh Bahia, pede a Oxalá por mim

Baiana Feiticeira

Baiana faz e não manda, nem tem medo de demanda
Baiana feiticeira, filha de nagô
Trabalha com pó de pemba, pra ajudar Babalaô
Baiana sim, baiana vem
Que a mandinga com dendê

Baiano na luz da lua cheia

Baiana chegou na aldeia, na luz da lua cheia
Estremece os corações, e a fé ele incendeia
Pisa leve pisa manso meu nego, oh lua meia
Clareia o congá, quando olha mamãe sereia
Quando pisa na areia o mar já balanceia
Joga a rede pescador, proteção Mãe das Candeias

Baiano povo trabalhador

Baiano é povo bom, povo trabalhador
Quem mexe com Baiano, mexe com nosso Senhor

Baiano é povo bom

Baiano é povo bom, tem mironga no congá
Mandinga ele traz, feitiço no samba
Samba baiano, samba sinhá,
Baiano vai embora levando todos os má

Coquinho venceu demanda

Quando eu vim da Bahia, estrada eu não via
Cada encruza que eu passava, uma vela eu acendia
Coquinho, coquinho, Baiano
Coquinho lá da Bahia
Coquinho venceu demanda
Com a Senhora da Guia
Quando eu vim lá da Bahia, eu trouxe meu patuá
Terreiro que tem mironga, Baiano quer mirongá
Bahia eeee, Bahia eea
Na Bahia tem vou mandar buscar
Lampião de vidro sinhá dona para clarear

Dendê no Balaio

Com dendê no seu balaio, com padê no seu boná
Chegou povo da Bahia, pronto para trabalhar

Ele é baiano ele arrebenta a sapucaia

Ele é baiano, ele arrebenta a sapucaia
Ee meu pai, ele arrebenta a sapucaia
Ele é da Bahia, esse baiano vale ouro
Ele é da Bahia, salve seu Chapéu de Couro

Ladeira do Abaeté

Ela é da ladeira, ladeira do Abaeté
Baiana saia rendada, rainha do Candomblé

Oh meu senhor do Bonfim

Oh meu senhor do Bonfim
Valei-me meu salvador
Venha salvar nossa gente
Que o povo da Bahia chegou
Bahia, Bahia, Bahia de São Salvador
Quem nunca foi à Bahia, peça a Deus nosso Senhor

Olha eu Camarada

Mas olha eu camarada, camarada meu
Sou Severino que chegou aqui agora,
Candomblé bato no Keto, Umbanda bato na Angola

Pisar no Catimbó

Vamos Baianada pisar no catimbó
Amarrar os inimigos na pontinha do cipó

Trouxe meu Patuá

Quando eu vim lá da Bahia, eu trouxe meu patuá
Terreiro que tem mironga, Baiano vai moringa
Bahia eee, Bahia eea

Quem não viu baiano bom

Quem não viu baiano bom
Corra e venha ver agora
Ele quebra mandinga
Ele vence demanda
Ele vem de aruanda
Vamos todos saravá

Se ele é baiano, agora que eu quero ver

Se ele é Baiano agora que eu quero ver
Dançar catira no azeite de dendê
Eu quero ver os Baianos da Aruanda
Trabalhando na Umbanda
Pra Quimbanda não vencer

Só se for agora

Só se for agora, só se for agora
Baiano bota inimigo, da porta pra fora

Valei-me senhora Aparecida

Valei-me Senhora Aparecida
Por que tu és a grande padroeira
Valei-me Senhora do Amparo
Estrela guia e o meu povo da Bahia
Valei-me Senhor do Bonfim
E os Baianos deste padroeiro
Valei-me Orixá formoso
Que gira, gira nesse terreiro
Quem vem na frente é seu Zé Pilintra
Com seu chapéu de lado
Seu lenço encarnado
E vem saldar filhos de Nazareno
Pra dar mais luz nesse terreiro

Anúncios